cabecalho

cabecalho
Aproveite ao máximo o Blog Fotografia de Verdade

Pesquisar este blog

Cação não existe

Cação não existe
Cação é tubarão! Apenas uma nomenclatura para se vender carne de um animal em extinção

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Mergulho em Sodwana Bay

SODWANA BAY


Frog Fish, deu uma vontade de apertar para ver se é de verdade.
Cada ponto de mergulho que já passei, tem sua particularidade, o mergulho no Mar Vermelho foi o que mais me suspreendeu pela enorme biodiversidade, condições de água e até porque foi minha primeira viagem para mergulho fora do país. Já o mergulho no litoral Índico na região de Rock Point próximo a Durban, foi muito marcante pela interação com os Tubarões Galha Preta, o que também está postado aqui no blog.  Mas o mergulho na região de Sodwana Bay, também no litoral Índico, na última semana de janeiro de 2011 foi realmente uma viagem, mas não no sentido de viagem por estar fora do meu país, mas sim por ter uma vida marinha que me fez sofrer uma viagem em minha mente a cada instante que estava submerso. A possibilidade de poder ver ao vivo algumas espécies de peixes ornamentais que sempre tive uma enorme admiração foi o ponto que mais marcou nesta viagem.
Pennant Fish, uma elegância e um charme impressionante





Para começar, o ponto de partida era uma praia quase que deserta, a base da operadora de mergulho montada sob uma tenda em meio a areia, bote inflável colocado e retirado da água com o auxilio de um trator. Os pontos de mergulhos são uns recifes distribuidos pelo litoral, nomeados pela distância em milhas, como por exemplo: Tree Mile Reef, Nine Mile Reef, Six Mile Reef, etc. Temperatuda da água sempre nos 28C, já na praia a temperatura pegava fogo entre um mergulho e outro. Sempre com a visita de alguns macaquinhos e uma família de uns bichinhos, que não consegui identificar. Eles ficavam em nossa volta, tentando aproveitar a sobra de nossas comidas, o que era quase impossível, porque tinha apenas uma pequena lanchonete, com um atendimento e qualidade de serviço meio “fraquinho”. Mas estávamos ali para o mergulho, aproveitar o passeio e a viagem oferecida por aquelas águas. O restante estaria maravilhoso de qualquer maneira. Não há nada que um bom dia de mergulhe não cure.

Yellow Long Nose, personagem Phil. Um dos Butterfly
que tenho mais admiração.  



Dei uma sorte tremenda, porque o nosso guia local também adorava a vida marinha macro, e muito experiente, sempre nos levava a pontos bem estratégicos para que eu pudésse registrar as imagens que justificavam minha ida até aquele lugar na África. Durante o trajeto da praia até o ponto de mergulho, era interessante como o piloto do bote avistava alguns peixes, todos nós ficávamos sentado na bóia do bote, apenas o piloto e o guia ficavam em pé para que pudessem ver se haviam algo por ali, não sei como eles conseguiam, mas de longe já avistavam raias mantas, raias chitas, golfinhos, etc. Rapidamente paravam o bote e caíamos n`água para um breve mergulho de snorkel. E novamente partíamos em direção ao ponto escolhido.

Zanclus, personagem Gil o "dono"do aquário. Em plena
liberdade conforme o Gil sonhava.


Raia Chita, personagem tio Ray que levava as crianças
para escola.
Infelizmente não conseguimos ver o Tubarão Baleia em nenhum dos nove mergulhos que fizemos neste local, o que normalmente é visto nesta época do ano. E a outra coisa que me chamou atenção, foi a forma que o piloto do bote usava para identificar o exato lugar que deveríamos entrar n`água. Ele não tinha nenhum GPS, fazia a interseção de duas linhas imaginárias, usando pontos do litoral, uma forma simples, mas com a mesma precisão de ums GPS.

Adicionar legenda


Um peixe muito pequeno, que ficava correndo
para ciam e para baixo, buscando proteção
nesta planta.



Depois desta breve história de como foi fora d`água, o mais importante começa aqui. A variedade da vida marinha, pelo menos naquele ponto do Índico, foi muito especial para mim. Para começar, quase todos personagens do filme Procurando Nemo, faziam parte daqueles recifes. Poder fotografá-los foi muito legal, além disso, alguns outros peixes que não estavam no elenco do filme, mas que sempre tive muita admiração, por ser peixes que eu só havia visto em repostagens de revistas especializadas, como por exemplo o peixe frog e a moréia de listra amarela, que também pude ver bem de perto.
Peixe Palhaço, da mesma família do Nemo personagem principal

Clown trigger, também está na minha lista de favorito. 














Um lugar de águas rasas, ótimas condições para mergulho, recifes pequenos e com pouquíssimas paredes verticais, apenas uma caverna bem pequena. Os mergulhos aconteciam em águas muito afastadas de qualquer civilização, aquela reserva em Sodwana Bay ficou nos devendo apenas a presença dos Tubarões Baleais e os Tubarões Mangonas. Mas como me dedico muita as fotos macros, pude voltar para o Brasil com ótimas imagens de uma viagem muito interessante.

Vai uma batatinha fria aí?

Camarões fazendo a limpeza de pele, removendo as bactérias da enorme moréia.






Powder Blue Tang, um peixe da família dos tangs, a mesma espécie da personagem Dori


Assim que o fotolivro com todas as fotos da viagem estiver pronto, colocarei o link aqui.


9 comentários:

  1. Meu amigo, parabéns pelas fotos, estão muito maneiras mesmo e tbem de uma qualidade excelente!!! (é claro que o que foi fotografado, ajudou bastante para se obter essa qualidade né!!!rsrs). Mas minha escolha dentre todas essas maravilhas fotografadas, vai para os Pennant Fish. Nos poucos momentos que fiquei observando-os nessa foto, realmente eles nos dão a impressão de estarem participando de um desfile ou coisa do tipo, para mostrar a sua beleza, postura e elegância que tem, em plena imencidão azul... Muito Lindos...
    Meu amigo, espero um dia poder fazer um curso de mergulho, e quem sabe, poder ter essa oportunidade como vc, de conhecer esses animais frente a frete....

    Um grande Abraço

    ResponderExcluir
  2. Afonso da Fonseca Ribeiro27 de fevereiro de 2011 02:19

    Parabéns Gilson, as fotos são lindas. Com elas a gente percebe como a natureza nos apresenta sua diversidade. Peixes de muitos tipos diferentes, muita cor, realmente, muito bonito. Sucesso. Afonso Ribeiro de Lages/SC

    ResponderExcluir
  3. Amigo Gilson. Fiquei muito feliz por mais esta sua viagem;"Pois navegar é preciso, viver n/ é preciso"."Powder blue" é um quadro!!_Eu e a namorada,apagamos as luzer p/ admirar a riqueza dos detalhes de suas fotos;Os amantes da beleza lhe agradecem!! Envie mais,pois "mergulhar é preciso e fotografar também".Abraço do amigo Humberto Bronzo.

    ResponderExcluir
  4. Dr. Muito obrigado pelas palavras pelo meu blog. Mas é com humildade que digo como as suas lindas fotos superam em muito minha humildes imagens. Gostaria de criar um contato, pelo que vi o sr mora no rio de janeiro? bom, meu email: gualtersp@yahoo.com.br . Sou médico e moro em Bragança Paulista.

    ResponderExcluir
  5. Prezado Gilson.
    Parabéns pelo belíssimo trabalho fotográfico. Realmente a qualidade do seu trabalho é muito significativo e impressionante. Os temas muito bem escolhidos e de beleza ímpar.
    Desejamos-lhe sucesso!
    Clube de Fotografia Gerson Bullos - Bahia
    www.clubedefotografia.com

    ResponderExcluir
  6. Parabéns Gilson, fotos lindissímas com grandes variedades de motivos com descrições das espécie
    um trabalho muito profissional. Valeu...

    ResponderExcluir
  7. A beleza e o colorido do mundo marinho aliado a sensibilidade de quem as "clikou", falam por si só. Parabéns!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Já externei que nada adiantaria uma super máquina nas mãos se vc não tivesse a sensibilidade e talento que tem...

    PARABÉNS! Seus "cliques" são demais...!

    ResponderExcluir